Metrô de São Paulo lança o aplicativo “Metrô Conecta”

Metrô de São Paulo lança o aplicativo “Metrô Conecta”

 

O Metrô de SP lançou um novo serviço que possibilita a interação entre os usuários e funcionários ao comunicarem ocorrências. O aplicativo para dispositivos móveis Metrô Conecta, desenvolvido nas versões Android e IOS, permite aos passageiros do sistema o envio de textos e fotos, via pacote de dados da internet.

Lançado em junho deste ano, o aplicativo servirá para que os passageiros possam comunicar emergências e problemas operacionais ou de segurança durante as viagens.

As mensagens são recebidas diretamente pelo Centro de Controle Operacional do Metrô (CCO), que, em alguns casos, pode exigir mais informações, abrindo um “chat” com o usuário para agilizar a atuação imediata das equipes.

 

Os casos de abuso sexual são prioritários e terão respostas mais imediatas. Além de mandar a mensagem, o passageiro também poderá enviar fotos e vídeos.

O app, chamado Conecta, já está disponível nas lojas virtuais e é gratuito, para utilizar  basta fazer o download, se cadastrar e ter acesso à internet pelo celular ou tablet.

Dentre os serviços oferecidos, o usuário pode informar ocorrências como: ambulantes, abuso sexual, som alto, pedintes, sujeira dentre outros.

 

Os usuários pareceram aprovar a medida, pois só na primeira semana de funcionamento o aplicativo já foi baixado por 3,3 mil pessoas, que já fizeram cerca de 500 queixas.

Caso não haja sinal, a pessoa pode comunicar a ocorrência por mensagem SMS, lembrando que o atendimento ao usuário também é possível pelos outros meios de comunicação disponíveis, como a Central de Informações, SMS-Denúncia, Redes Sociais, Fale Conosco, Ouvidoria e Relacionamento com a Comunidade.

 

Casos de abuso sexual no metrô

O Conecta será mais uma ferramenta de segurança com prioridade para os casos de abuso sexual, pois em 2016, o metrô verificou o incrível aumento de 353% em 2016 em comparação com o ano anterior.

O que causa revolta nas vítimas, é de que, os casos de assédio sexual que acontecem no metrô e no transporte público em geral tendem a ser registrados como importunação ofensiva ao pudor porque não há no Código Penal uma tipificação criminal para esse tipo de delito.

Em 2016, a Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano), que fica na estação Palmeiras-Barra Funda, anotou 748 casos de importunação ofensiva ao pudor, o que significa uma média de dois por dia. Em 2015, foram 165 ocorrências do tipo.

Em relação aos problemas de sistema do metrô paulista, o Metrô Conecta também deverá receber bastante chamadas, pois só no primeiro semestre deste ano, foram registrados 106 problemas em trens ou equipamentos de via, segundo levantamento do SP2.

 

  • Excelente
  • Ótimo
  • Bom
  • Regular
  • Indiferente
Sending
User Review
0 (0 votes)

Brasil Consultas

Sistema Online de consultas de dívidas e informações cadastrais de CPF, CNPJ e Veículos.

Adicione um comentário