Como saber se meu nome está sujo no SPC, Serasa e SCPC?

Como saber se meu nome está sujo no SPC, Serasa e SCPC? 02

 

Como saber se meu nome está sujo no SPC, Serasa e SCPC?

  

O que é SPC, Serasa e SCPC?  

São empresas que registram informações pessoais, como nome e CPF, endereço, além de outros dados como dívidas atrasadas, cheques protestados, cheques roubados, etc.  

Apesar de terem algumas diferenças, a intenção delas é a mesma: fornecer informações para lojas e bancos para dar mais segurança quando essas vendem a prazo, emprestam dinheiro ou fazem financiamentos.  

  

Qual a diferença entre SPC, SERASA e SCPC?   

Como saber se estou com nome sujo?

   

A Serasa permite consultar gratuitamente a situação do CPF presencialmente nas agências da empresa espalhadas por todo o país. Pela internet, a consulta ao cadastro da Serasa é paga. A Serasa até possui um tipo de consulta online gratuita, mas ela é restrita.  

O SPC Brasil também não disponibiliza a consulta a nome sujo pela internet de forma gratuita, apenas presencialmente. 

 

A Boa Vista SCPC é a única das três bases que permite a consulta de nome sujo pela internet de graça.  

Cadastro Brasil Consultas

  

Existe um modo de consultar meu CPF nas três bases? 

 

Sim, existem empresas especializadas que fazem consulta geral no CPF do consumidor.  

Brasil Consultas realiza consultas com base em todos os Órgãos de Proteção ao Crédito.  

Com um preço que cabe no seu bolso, a Brasil Consultas oferece diversas formas de pagamento, facilitando para todos os clientes.  

Você pode pagar com cartões de crédito, débito, transferências e boletos.  

Para efetuar sua consulta, acesse: https://brasilconsultas.com.br/  

Por quanto tempo meu nome fica cadastrado no SPC, SERASA ou SCPC?

  

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o prazo máximo para cobrança de dívidas na justiça ou inserção do nome do devedor em cadastro de órgãos de restrição ao crédito, como SPC, Serasa e SCPC, é de 5 anos, a contar da data em que a dívida venceu e deveria ter sido paga.  

A contagem desse prazo de 5 anos é feita a partir do vencimento da dívida.  

No caso de dívidas em que haja parcelas, cada parcela tem sua data de vencimento, portanto, pode ser cadastrada independente das demais e o prazo de 5 anos contará a partir da data de vencimento da parcela específica que se deixou de pagar.  

Se o consumidor tiver mais de uma dívida não paga, o prazo de 5 anos para exclusão também é contado individualmente, a partir da data de vencimento de cada dívida. 

  

Após o pagamento da dívida, quanto tempo leva para meu nome ser retirado do sistema dos órgãos de proteção ao crédito? 

 

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina que, após o pagamento de uma dívida, o nome do devedor deve ser retirado em um prazo de cinco dias de Serviços de Proteção ao Crédito (SPCs).  

E se eu renegociar a dívida, o que acontece?

  

Quando o consumidor assina uma renegociação da dívida, cria-se uma nova dívida.  

Portanto, após o pagamento da primeira parcela dessa nova dívida, o nome do consumidor deve ser retirado dos cadastros negativos.  

Caso o consumidor deixe de quitar alguma parcela da nova dívida, seu nome poderá ser cadastrado novamente nos órgãos de restrição ao crédito, dando início a uma nova contagem de 5 anos até a prescrição.  

E se a dívida for cobrada na Justiça? 

Mesmo que o processo de cobrança continue em andamento na justiça, após os 5 anos do vencimento, o nome do consumidor deve ser excluído do cadastro nos órgãos de restrição.   

Podem continuar cobrando a dívida após 5 anos? 

As dívidas não se extinguem em nenhum prazo, e, além do mais, existe compra de crédito, e o fornecedor após os 5 anos pode continuar a cobrar amigavelmente, e por isso não decai, não caduca. 

 

Prescrição não é extinção de dívida, mas um prazo para que o fornecedor ajuíze ação de cobrança contra o consumidor. Poderá ou deverá terminar quando houver desistência da empresa com relação a essa cobrança.   

Após o pagamento da dívida, as instituições financeiras podem recusar-se a conceder crédito?

 

Nenhuma instituição é obrigada a conceder crédito. Portanto, mesmo que o consumidor já tenha pago suas dívidas e esteja com nome limpo, a instituição pode vir a negar o crédito.  

 

  • Excelente
  • Ótimo
  • Bom
  • Regular
  • Indiferente
Sending
User Review
0 (0 votes)

Brasil Consultas

Sistema Online de consultas de dívidas e informações cadastrais de CPF, CNPJ e Veículos.

Adicione um comentário